DownLivre

Recebe as novidades por email

Facebook Não Vai Ajudar a Travar Sites de Notícias Falsas




Ao contrário do que se tem dito nos últimos dias na comunicação social, o Facebook não revela qualquer intenção de ajudar a travar a divulgação de conteúdo proveniente de sites de notícias falsas.

O assunto foi levantado depois das eleições nos Estados Unidos, onde muitos alegam que a quantidade de conteúdo enganador propagado nas redes sociais pode ter contribuído para a eleição de Donald Trump a Presidente dos EUA.

Enquanto a pressão aumenta sob Zuckerberg e Facebook, a rede social prometeu agir para eliminar os embustes e, tal como o Google, bloqueou sites de conteúdo falso da sua rede de publicidade, o que vai contribuir na diminuição de receitas desses mesmos sites.

Contudo, de acordo com o The Guardian, peritos indicam que, muito provavelmente, o Facebook não vai explorar as várias opções disponíveis para resolver esta problemática porque simplesmente a motivação para tal é muito pequena”.

“No entanto, Mark Zuckberg tem sido politicamente correcto sobre o assunto, mas o Facebook não vai com certeza impedir as pessoas de partilhar o que elas quiserem. Essa é a ideia base do site”, disse o escritor e professor Clay Shirky, que estuda redes sociais.

“As pessoas partilham estórias falsas que encapsulam coisas que elas acreditam sobre o mundo. Partilham coisas porque a mãe delas poderá gostar. A minha mãe gosta do Papa, ela gosta do Trump, por isso ela vai gostar que o Papa apoie o Trump”, continuou em alusão à notícia que falsamente dava conta do apoio de Papa Francisco a Donald Trump.

O Facebook é um exemplo da “amadorização” de massas – milhões de publicações amadoras partilham conteúdo. O Facebook não pode simplesmente comportar-se como uma plataforma profissional e se a sociedade não tiver uma política de verificação das histórias verdadeiras, será uma terrível perda para nós”, disse Shirky.

Previsão de Tempo em Luanda